MACHADINHO: Grupo tenta invadir Reserva Extrativista Aquariquara com “ Técnicas de Guerrilha ”

23 de Setembro de 2020 Fonte::

Uma operação para retirar supostos invasores da Reserva Extrativista Aquariquara, na região de Vale do Anari (RO) foi realizada na segunda-feira (21). Armadilhas e “técnicas de guerrilha” foram usadas para impedir a chegada dos agentes da Polícia Ambiental e Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam).

A operação começou após denúncias que invasores estariam acampados desde o último domingo (20) no limite da reserva, se preparando para a invasão. Agentes que já estavam em fiscalização ambiental e monitoramento próximo ao local se dirigiram até a área da denúncia.

Conforme relatos policiais, ao se aproximarem eles foram surpreendidos por “técnicas de guerrilha” utilizadas pelos invasores, fogos de artifício e apetrechos de aço com ponta perfurante nas vias de acesso para furar os pneus das viaturas.

Momentos depois, os agentes afirmam que um grupo com aproximadamente 50 pessoas armadas com foices e facões, veio ao encontro das guarnições.

Testemunhas declararam que estava prevista a chegada de cerca de 60 pessoas no dia seguinte para também entrarem na unidade de conservação.

A Sedam informou que após extensos diálogos, o grupo saiu do local de forma pacifica. Uma reunião foi marcada entre a Sedam, Incra e os supostos invasores para a quarta-feira (23).

97,89 % da Reserva Extrativista Aquariquara está localizada em Vale do Anari e 2,11 % está localizado em Machadinho D’Oeste, formando uma área de cerca de 18 mil hectares, segundo o Instituto Socioambiental (ISA).

O território é protegido para a conservação do meio ambiente e da cultura das populações residentes. A área é considerada de grande importância por manter e preservar os biomas e ecossistemas da Amazônia, como: Floresta Ombrófila Aberta Submontana, Floresta Ombrófila Densa Aluvial e Formações Aluviais Pioneiras Herbáceas.

INFORMAÇÕES DO G1

RESTAURANTE PAULISTA
Comentarios