Jovem foi morto em OPO por dívida de R$ 30 mil; Polícia Civil desvenda autor dos disparos

24 de Setembro de 2020 Fonte::

Polícia Civil de Rondônia desvenda que crime de homicídio contra o jovem Lucas Monteiro de Melo, de 25 anos, morto na tarde de 17 de setembro em posto de Ouro Preto do Oeste, foi por motivo de uma dívida de cerca 30 mil reais.

 

A Polícia Civil de Rondônia juntamente com a Delegacia de Polícia de Ouro Preto do Oeste desvendaram o autor e os motivos do homicídio de Lucas Monteiro de Melo, morto na tarde de 17 de setembro, em estacionamento de posto, às margens da BR-364.

O autor dos disparos foi identificado como Fernando A. F. morador da região de Machadinho do Oeste, ao qual foi expedido o pedido de prisão preventiva em seu nome. Fernando prestou depoimento na Delegacia, acompanhado de dois advogados, na manhã do dia 23 e apresentou a arma utilizada no crime.

Apurou-se que a vítima possuía uma dívida de cerca de 30 mil reais com Fernando, que para recuperar o dinheiro planejou uma falsa troca. A intenção de Fernando era ir a Ouro Preto do Oeste com o tio e arrumar um falso comprador para o veículo da vítima para fazer a troca em um outro carro, e com a “troca” realizada, os três iriam embora com os dois veículos.

Na lanchonete do posto, quando a vítima percebe a armação entrou em discussão com o trio que saiu do controle e entraram em luta corporal.

Lucas correu em direção ao seu veículo estacionado do lado de fora para impedir que Fernando levasse o carro, onde levou cinco tiros disparados por Fernando. O primeiro atingiu o braço e a bala ficou transfixada, depois um disparo no peito, um no rosto e depois de caído Lucas levou mais dois disparos pelas costas.

Segundo a polícia, advogados asseguraram que os três homens com mandado de prisão irão se apresentar hoje (24) na Delegacia Civil de Ouro Preto do Oeste. Nenhum dos três tem antecedentes criminais. No entanto, as imagens colhidas pela Polícia Civil Judiciária mostram Fernando se levantando e sacando da arma, numa clara intenção de matar.

Fernando A. F. (camisa preta) e seu tio (camisa azul) / Foto: Imagens da câmera de segurança

Com informações do Site Correio Central.

RESTAURANTE PAULISTA
Comentarios