Lazinho da Fetagro entrega Voto de Louvor a personalidades que lutam pela igualdade racial

22 de Novembro de 2019 Fonte::

Sessão Solene marcou a entrega da honraria a 30 homenageados, no Dia da Consciência Negra.

O deputado Lazinho da Fetagro (PT) comandou na tarde desta quarta-feira (20), no auditório da Assembleia Legislativa, Sessão Solene para homenagear com Votos de Louvor 30 personalidades que contribuíram com a luta e o avanço da igualdade racial no Estado de Rondônia. 

“Com certeza, muitas outras merecem ser homenageadas, mas hoje aqui temos a honra de promover essa homenagem a personalidades marcantes na história de Rondônia. Quero registrar também, com muita vergonha, onde um deputado federal adentra ao Congresso e quebra uma obra de arte que representa a violência contra o negro no país. Proponho que nós aqui possamos redigir um documento de repúdio, para ser encaminhado à presidência do Congresso Nacional, em sendo aprovado”, disse Lazinho, ao abrir a solenidade. 

A data escolhida para a entrega da homenagem foi 20 de novembro, Dia da Consciência Negra e Dia Nacional de Zumbi, uma data instituída desde 2011. Zumbi foi escolhido pelo Movimento Negro Unificado contra a Discriminação Racial, como símbolo da luta e resistência dos negros escravizados no Brasil. 

O deputado informou que em Rondônia, a população negra representa 62,5% do total e destacou que “no Estado, o movimento de cultura negra e de resistência, tem raízes na presença de negros barbadianos e outras famílias de afrodescendentes que por aqui aportaram, quando do processo de ocupação e migração do Estado”, disse Lazinho. 

Ainda segundo o parlamentar, “foram esses representantes de movimentos negros, do movimento cultural Cabeça de Negro, Comunidades de Terreiros e Quilombolas, entre outras personalidades do meio que mantiveram viva essa consciência de luta e de resistência da identidade e da cultura negra”.

Compuseram a mesa no ato o presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (CEPIR), Antônio Neto; o professor do IFRO e coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas Afrobrasileiros e indígenas, Uilian Nogueira Lima; o professor da Unir Marcos Teixeira; a professora da Unir Marcele Regina Pereira; a prefeita de São Francisco do Guaporé, Gislaine Lebrinha (MDB); Ana Maria Ramos e a professora aposentada da Unir, Eunice Johnson, representando o Movimento Negro, a presidente do Sintero, Lionilda Simão e o representante da Federação de Cultos Afro Religiosos Umbanda e Ameríndios de Rondônia (Fecauber), Ogan Silvestre. 

Pronunciamentos 

O presidente do CEPIR abriu seu pronunciamento destacando que “quero agradecer à sensibilidade do deputado Lazinho em acatar a nossa solicitação, feita após discussões com vários movimentos, para definir os nomes a serem agraciados. Faço coro ao deputado em defesa da moção de repúdio. No atual Governo, o que vemos é o cerceamento das políticas públicas, o achatamento das políticas públicas. Isso é preocupante. Mesmo convidados, não temos representantes da Secretaria de Estado de Ação Social (Seas)”. 

Neto declarou ainda que “hoje é um dia de homenagem, mas também de debater, de discutir políticas afirmativas em prol da comunidade negra de Rondônia. É com ações concretas que vamos enfrentar essa onda crescente de racismo e de discriminação”. 

Uilian Nogueira Lima abriu sua fala dizendo que o Brasil foi o último país do Ocidente a abolir a escravatura. “Temos um atraso histórico em relação aos negros. O Brasil tentou tornar os negros invisíveis, mas não conseguiu. A política de cotas raciais trouxe negros para as universidades, mas temos muito por fazer, para garantir direitos e oportunidades”. 

A professora Eunice Johnson, agraciada, disse que ficou refletindo, durante a solenidade, sobre o negro na sociedade. “O Paulo Freire já dizia que o negro já nascia proibido de ter conhecimento. Quando se pergunta a cor de uma pessoa e ela nega que é negra, mostra que temos ainda muitos desafios. Somos negros, graças a Deus!”. 

Ogan Silvestre defendeu que o Dia da Consciência Negra seja feriado estadual, conforme prevê a lei em vigor. “Mas, hoje é facultativo. Que se torne feriado de fato. Temos esse caso do deputado que destruiu a charge em exposição no Congresso, mas temos diariamente terreiros invadidos e vandalizados pelo país afora, e ninguém faz nada, mesmo tendo a nossa garantia de culto na Constituição. Há muita intolerância e desrespeito”.  

Agraciados 

Foram agraciados com o Voto de Louvor as personalidades Adaides Batista dos Santos, Amaury Antônio Ribeiro de Arruda, Ana Maria Ramos, Aulenilda Lopes de Oliveira, Cledenice Blackman, Elvys Cayaduro Pessoa, Eunice Luíza Johnson Batista, Everaldo Lins de Santana, Francisco das Chagas Silva, Gislaine Clemente, Jamyle Vanessa Costa Brasil, Jesuá Johnson, João Carlos Fernandes Alves, Jorge Batista dos Santos, José Francisco Pereira da Silva e Mafalda Gomes da Silva. 

Também foram homenageados Marcela Fernandes da Silva Bonfim, Marco Antônio Domingos Teixeira, Maria da Penha de Souza Menezes, Marinilde Helena da Silva Santos, Normam Johnson Junior, Orlando Francisco de Souza, Oscar Dias Knightz, Paulo Sérgio Dutra, Rosária Helena de Oliveira Lima, Rosenilda Ferreira da Silva, Sandra Regina Nunes dos Santos, Silvestre Antônio Gomes dos Santos, Úrsula Depeiza Maloney e William dos Santos Ramos Coimbra.

        

Texto: Eranildo Costa Luna-Decom-ALE/RO

Edição: Assessoria Parlamentar

Fotos: Marcos Figueira-Decom-ALE/RO

RESTAURANTE PAULISTA
Comentarios
pastelaria